PT

Pop! Nunca

21 Abr 2017

A rolha sai com um enorme “estoiro“ projetando-se contra o tecto para alegria de todos. Alguém mais conhecedor vai torcer o nariz, não vai gostar, mesmo que não diga nada.

Conselho: não faça o maldito Pop!

Quer dizer, se estiver em ambiente de festa, a festejar a vitória na etapa, não faz mal haver estoiro, espuma e desperdício.

Agora deve estar a pensar, “se não é com estoiro, então como se faz?”.

Nós, na nossa casa, fazemos sempre da mesma forma simples: seguramos bem a rolha, rodamos a garrafa lentamente até que as bolhas se libertem, sem estoiro.

Deixamos também a dica dos especialistas da WineSpectator em seis passos:

– Retirar a cápsula.

– Garantir que a garrafa não se encontra apontada para alguém ou algo frágil.

– Colocar o polegar sobre o arame para evitar que a rolha salte, desenroscar o arame metálico.

– Sem retirar o polegar, manter uma mão sobre a rolha. Agarrar firmemente a garrafa com a outra mão.

– Rodar a garrafa, libertando suavemente a rolha da garrafa. Tentar obter um “suspiro” ao soltar a rolha ao invés de um “estoiro”.

– De forma a evitar que o copo transborde encher com um pouco de champanhe, esperar alguns segundos para a espuma assentar, e seguidamente continuar a encher até se obter dois terços do copo.

Outro aspecto a não descurar é a temperatura a que se deve servir o espumante.

Nós aconselhamos a temperatura de consumo no contra-rótulo das garrafas, mas a regra é bem simples: quanto mais novo e portanto menos complexo é o espumante, mais baixa é a temperatura a que é servido.

Finalmente os copos.

Ao contrário daquilo que afirmam os fabricantes de copos não é necessário mais do que um tamanho ou formato de copo para beber qualquer tipo de vinho. Antigamente, o espumante era servido em taças rasas, de bojo largo, mas quanto mais alto for o bojo do copo mais tempo o espumante se manterá “vivo”, por ser mais pequena a área de libertação das bolhas.

Uma última chamada de atenção para a espessura dos copos.

Quanto mais fina for a borda superior e menos ornamentado for o copo melhor será a sua experiência com o espumante. E não se esqueça que o espumante é para qualquer momento e bebe-se em qualquer ocasião. É o único tipo de vinho que pode acompanhar a refeição das entradas até à sobremesa.

Boas provas!

Projetos