Quatro Cravos

No ano de 1911 é registada a primeira produção de vinho na Adega Cravo.

No livro de registo da produção de vinho do ano de 1911 aparece anotada a produção de mil almudes (20.000L) que teve como destino a venda a granel para conceituadas tabernas e restaurantes de petiscos da região nortenha.

O legado ancestral da família Cravo no trabalho das vinhas e na produção do vinho perdurou até ao presente. A identidade da adega simboliza a repetição dos trabalhos nas vinhas ao longo das quatro estações. Este ciclo repete-se todos os anos até às vindimas, para renascer com os trabalhos da poda, preparando um novo ciclo da vida dos vinhedos.

Em termos simbólicos simboliza algo valioso na «família Cravo», o património vitivinícola ancestral, recebido com a responsabilidade de ser preservado por gerações, num esforço que foi reforçado pelo bisneto do fundador, atual proprietário, com investimentos em equipamentos tecnologicamente evoluídos e na melhoria dos processos enológicos.

Na identidade da adega está representada o ciclo árduo dos trabalhos nas vinhas ao longo das quatro estações do ano. Este ciclo renasce depois das vindimas com os trabalhos da poda, preparando o novo ciclo da vida dos vinhedos. Trabalho árduo que origina as duas marcas de vinho comercializadas pela adega, “Pé de Ganso” e “Barrelo”.

AS NOSSAS VINHAS

As Vinhas da quinta de Cima espalham-se por várias parcelas no Troviscal e frutificam em solos arenosos com vides das castas Maria-Gomes, Bical, Arinto e Cercial. A acidez viva e a maturação perfeita das uvas originam vinhos perfeitos com baixa graduação alcoólica com uma personalidade própria incomparável na produção de vinhos base espumante.

nova 2

A Vinha da Barreirinha localizada no Troviscal, é composta pelas castas brancas Arinto, Bical e Cercial que produzem mostos maduros de baixo grau alcoólico e com boa acidez, direcionados para a produção de vinho base espumante de elevada qualidade.

As «Vinhas da Encosta da Dona» localizam-se numa colina com declive acentuado, nas terras altas de Ancas, a altitude de 70 metros, onde os terrenos argilo-calcários estão encepados com as castas Baga e Touriga Nacional que originam os vinhos tintos “Pé de Ganso”.

PositiveWine-B

As «restantes parcelas» de vinha da «Adega Cravo» localizam-se nas zonas da Mamarrosa e Amoreira da Gândara, com as videiras plantadas em solo arenoso com baixa presença de argila, onde ganham expressão as uvas brancas das castas Arinto e Bical de elevada qualidade.


O planeamento estruturado da plantação das vinhas facilita as tarefas artesanais que são efetuadas com muito cuidado nas cepas, uma vez que o trabalho na vinha é efetuado de forma manual. Assim que as uvas alcançam o estado ótimo de maturação, são colhidas à mão e transportadas para a adega em caixas individuais, protegendo-se as uvas com o objetivo de obter um vinho base espumante genuíno e de alta qualidade.

OS VINHOS DA ADEGA CRAVO

Os vinhos “Pé de Ganso” fazem a associação estética à Arte Nova, onde eram utilizados elementos orgânicos, plantas e animais, para registar a recordação desse período estético num rótulo da Bairrada, região onde este estilo está fortemente representado.

O rótulo envolve toda a garrafa como a querer proteger o seu conteúdo precioso. A imagem que o ilustra sugere uma ave formada por linhas sinuosas associadas às plantas nativas que vegetam nas vinhas onde as uvas são produzidas.

O rótulo é trabalhado em alto-relevo, fazendo lembrar as cantarias talhadas com mestria pelos artífices na arte que nos inspirou.

Os vinhos “Pé de Ganso” só são comercializados quando o enólogo os classifica como excecionais e oferecem a garantia de envelhecer bem na garrafa.

PÉ DE GANSO TINTO

As uvas são colhidas manualmente, vindimadas por castas para caixas de 20Kg e desengaçadas suavemente. A fermentação ocorre em lagar de inox a temperatura controlada.

Os vinhos sofrem um estágio de seis meses em barricas de carvalho francês com tosta média e depois de engarrafados estagiam na garrafa mais de 12 meses, em ambiente controlado.

O vinho “Pé de Ganso” Reserva Tinto é produzido a partir das castas Baga, Touriga Nacional e Tinta Roriz.

Apresenta-se com uma cor rubi intensa, caracter robusto e sabor a frutos silvestres maduros. Na boca revela-se macio, redondo e afinado.

PÉ DE GANSO BRANCO

As uvas são colhidas manualmente, vindimadas por castas para caixas de 20Kg e desengaçadas suavemente. A fermentação ocorre em lagar de inox a temperatura controlada.

Os vinhos sofrem um estágio de seis meses em barricas de carvalho francês com tosta média.

O vinho “Pé de Ganso” Reserva Branco é produzido com uvas da casta Arinto e Bical em proporções equivalentes.

Apresenta-se com uma cor citrina brilhante, com notas de alperce arredondadas pela baunilha proveniente da madeira. Na boca apresenta-se cheio, fresco e equilibrado.

BARRELO

Os vinhos “Pé de Ganso” fazem a associação estética à Arte Nova, onde eram utilizados elementos orgânicos, plantas e animais, para registar a recordação desse período estético num rótulo da Bairrada, região onde este estilo está fortemente representado.

O rótulo envolve toda a garrafa como a querer proteger o seu conteúdo precioso. A imagem que o ilustra sugere uma ave formada por linhas sinuosas associadas às plantas nativas que vegetam nas vinhas onde as uvas são produzidas.

O rótulo é trabalhado em alto-relevo, fazendo lembrar as cantarias talhadas com mestria pelos artífices na arte que nos inspirou.

Os vinhos “Pé de Ganso” só são comercializados quando o enólogo os classifica como excecionais e oferecem a garantia de envelhecer bem na garrafa.

BARRELO COLHEITA BRANCO

D.O.C. Bairrada
Maria Gomes, Bical e Cercial
Especialmente indicado para pratos de peixe grelhados e mariscos
13,5º
Produzido a partir das castas Maria Gomes, Bical e Cercial, de cor citrina com sabor frutado e predominância de frutos de polpa branca e apontamentos de aromas tropicais. Na boca apresenta-se frutado, com uma frescura elegante e um final longo.

Exemplo:
Com uvas das castas Arinto, colhidas nas vinhas da Adega Original, apresenta uma cor citrina bem definida. Aroma frutado e mineral complexo com sabores tostados provenientes da fermentação em barricas de carvalho francês.
Excelente estrutura e acidez com um final delicado. Está pronto a ser consumido, mas pode evoluir cerca de 10 anos.

BARRELO COLHEITA TINTO

D.O.C. Bairrada
Baga
Ideal no acompanhamento de chanfana, carnes nobres grelhadas e carnes de caça.8-10° C
13,5º
Produzido a partir da casta baga apresenta aroma a frutos vermelhos e com estrutura complexa e bom final de boca.

SUBSCREVA A NEWSLETTER

Receba no seu e-mail todas as novidades.

pt_PT